Iniciação Científica

A Iniciação Científica tem por escopo fomentar a produção acadêmica e incentivar alunos de graduação a desenvolverem pesquisas em suas áreas de interesse. Esse escopo faz parte do compromisso da Universidade Pública com a sociedade de desenvolver a tríade ensino-pesquisa-extensão. Em razão disso, a Iniciação Científica possui um papel fundamental no desenvolvimento da pesquisa, sendo imprescindível a participação dos acadêmicos do curso e o envolvimento do corpo docente.

Para atingir essa finalidade, a Universidade Federal de Goiás possui um Programa Institucional de Iniciação Científica que busca, entre outros objetivos:

- despertar a vocação e desenvolver o pensamento científico mediante a participação de estudantes de graduação em projetos de pesquisa;

- consolidar política de pesquisa para iniciação científica nos cursos de graduação da UFG, reforçando a integração entre graduação e pós-graduação;

-  estimular pesquisadores a inserirem estudantes de graduação nas atividades de iniciação científica, de forma a acelerar a expansão e renovação do quadro de pesquisadores e, consequentemente, estimular a produção científica e o envolvimento de novos orientadores; e

- proporcionar ao estudante de graduação a aprendizagem de técnicas e métodos de pesquisa.

 

A Iniciação Científica requer o interesse do aluno e a sua inscrição num dos Programas existentes e se desenvolve com a orientação de um professor, após a devida seleção do discente (conforme as normas do respectivo programa), que poderá receber bolsa ou pesquisar de modo voluntário.

 

Os editais de iniciação científica da UFG são gerenciados pela Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação e podem ser acessados no endereço: https://prpi.ufg.br .